VISÃO MAINTEXTER: COMENTANDO OS EPISÓDIOS DE XWP – Dose Tripla



E aí, Xenite, tudo bem com você?
Devido ao longo tempo sem postar a Visão Maintexter, hoje trago a vocês 3 episódios, seguindo pela ordem de exibição: A Solstice Carol, The Xena Scrolls e Here She Comes... Miss Amphipolis.
São 3 episódios onde há pouco maintexto, mas espero que gostem dos comentários.
Vamos lá?

Breve explicação para uma melhor compreensão: Os acontecimentos do episódio estão escritos na cor azul e os comentários do colunista estão em itálico na cor bege.
 
A Solstice Carol (2X9)
 
“Ao que muitos preferem chamar de subtexto, eu chamo de maintexto.
Para bom entendedor, meia cena basta.”

É véspera do Solstício de Inverno e o episódio começa no castelo de Silvus, um Rei cruel que proíbe qualquer comemoração ou mesmo menção a este evento. Ele condena qualquer pessoa à prisão, independente da idade ou de qualquer outra coisa, sob os olhos de Senticles, um bom homem que trabalha para o Rei por ter medo dele.
Xena e Gabrielle estão na cidade olhando a feira a fim de comprar seus presentes, quando Xena sugere dar o dinheiro a Gabrielle para que ela compre o próprio presente. A garota diz que assim não tem graça.


Xena, como quase sempre, nada romântica. O que torna um presente mais especial para quem o recebe é quem o dá. Gabrielle não quer o dinheiro, ela quer que Xena escolha algo para ela. O gesto é o mais importante, mas Xena parece um bicho do mato nessas horas.

Xena havia reparado que um menino as observava, e não se passaram 2 minutos quando ele passa por elas levando o chakram da Princesa Guerreira, que o segue. Elas entram no lugar que ele entrou e se surpreendem com o chakram no topo de uma árvore, cercada por crianças e sua cuidadora, que se assustam com a chegada das duas.
Xena quer o chrakram de volta, mas antes de qualquer coisa, Senticles adentra o local acompanhado de soldados. Ele avisa, a mando do Rei, que o orfanato deve pagar seus impostos ou serão despejados ao amanhecer.  Um dos soldados percebe a árvore montada e declara que eles devem ser presos. Xena recupera seu chakram e os domina, capturando-os.
Gabrielle conversa com Senticles, que diz trabalhar para o Rei por ter ficado sem seu trabalho, que era fabricante de brinquedos, mas o Rei proibiu tudo que pudesse lembrar o Solstício. Senticles explica que o Rei ficou assim porque sua esposa, a Rainha Anália, o deixou no Solstício de 30 anos atrás. As crianças aparecem com sua cuidadora, que diz que o Rei deve sofrer muito, o que faz Gabrielle lembrar-se de uma história envolvendo as 3 faces do destino. Enquanto ela conta a história para as crianças, Xena observa com satisfação.


A cara da Xena é tipo: “Essa é a minha garota!” hehehe

Ela tem a ideia de fazer o mesmo que na tal história: apresentar as 3 faces do destino ao Rei, na tentativa de fazê-lo mudar. Xena reluta, mas por Gabrielle aceita o desafio.

Tudo o que Gabrielle quer, Gabrielle consegue. Xena diz muitos nãos, mas Gabrielle é aquela que faz com que Xena se abra para o novo, para coisas que ela provavelmente não faria se fosse outra pessoa pedindo.

Xena pede a Gabrielle que compre itens necessários para colocar a ideia dela em prática. Na feira, Gabrielle se depara com um asno e seu dono, o qual não trata muito bem o animal. Gabrielle os aborda e o homem diz que vende o asno a ela. Se ela não quiser comprar, ele o venderá para ser morto. Gabrielle então resolve comprá-lo por piedade. Após algumas tentativas de pechincha, Gabrielle acaba comprando o animal por todo o dinheiro que ela tinha.
Enquanto isso, Xena visita o Rei Silvus. Ela tenta convencê-lo a ser um homem mais justo, porém ele é irredutível e chama os guardas. Na fuga, Xena encontra um cômodo abandonado no castelo, onde há várias coisas relacionadas ao Solstício sob muita poeira. Entre tais coisas, um retrato do Rei com sua esposa, Anália.
Xena retorna ao orfanato acompanhada de Senticles. Ela diz a Gabrielle que se sua ideia falhar, ela usará de força para impedir que as crianças sejam machucadas. Gabrielle então olha para Senticles e diz que Xena é uma pessoa muito física, e olha de volta para Xena.


A questão aqui nem é o que ela disse, mas COMO disse. Essas olhadinhas por baixo são muito reveladoras. hahaha

Xena conhece Tobias, o burro que Gabrielle comprou, mas não briga com ela ao saber que ele lhe custou todo o dinheiro.

Novamente Xena se rende aos desejos de Gabrielle. Seria o espírito de Solstício abrandando o coração da Princesa Guerreira? Acho eu que não. hahaha

O plano entra em ação. Xena acorda Silvus vestida como Cloto, a primeira face do destino, que representa o passado. Ela o leva ao cômodo abandonado, onde está Gabrielle, que se apresenta ao Rei como se fosse uma visão de sua esposa. Ele fica nervoso e Xena lhe dá algo para beber, o que o faz desmaiar.
Xena agora o acorda apresentando-se como Láquesis, a segunda face do destino, que representa o presente. Ela o leva até o orfanato disfarçado como uma pessoa comum, onde o menino que os atende revela as atrocidades que o Rei comete.
Gabrielle convenceu Senticles a dar os brinquedos que fabricou para as crianças do orfanato, e o aconselhou a se disfarçar, para não ser descoberto pelos guardas do Rei. Ele usa uma roupa e gorro em tom vermelho, com um cinto preto, botas pretas, um saco cheio de brinquedos e barbas brancas, fazendo uma excelente alusão ao Papai Noel, inclusive entrando no orfanato pela chaminé.
Os guardas foram despejar os moradores do orfanato e não reconhecem o Rei. Ele fica nervoso e desmaia. Xena o deixa aos cuidados da mulher que cuida das crianças, que na verdade trata-se da Rainha Anália.
Os guardas invadem o orfanato e uma briga se inicia. O Rei acorda e vê Anália na penumbra, sem reconhecê-la, acreditando tratar-se da terceira face do destino. Ele pensa estar num lugar horrível no futuro, o que o faz mudar de ideia. O Rei vai ao local da briga e se junta a Xena e aos demais, colocando os guardas pra correr.
Ele diz que nunca mais proibirá o Solstício e Anália se apresenta a ele, perdoando-o e dando-lhe uma nova chance.
Xena e Gabrielle vão embora com Argo e Tobias (o burro), quando encontram no caminho um casal com um bebê. Eles dizem ter pressa e Gabrielle lhes dá Tobias, fazendo assim alusão a família de Jesus, Maria e José, que partem com a mulher e o bebê no lombo do burro.
Xena elogia o gesto de Gabrielle e lhe dá um presente. A garota agradece e diz que não teve tempo para comprar um presente para ela. A Princesa Guerreira diz que Gabrielle é o seu presente. O episódio encerra focando no que podemos chamar de “estrela guia”.


Esse foi o ápice do episódio, no que toca o relacionamento de Xena e Gabrielle. Lá no começo, Xena demonstra impaciência com essas coisas de presentes, porém teve o cuidado de fazer uma surpresa a Gabrielle, dando a ela algo que sabia que iria gostar. Mesmo preocupada com a questão das crianças, Xena não se esqueceu de fazer esse agrado a Gabrielle, pois sabe o quanto a garota se importa com essas coisas. J
 
 
Como podemos perceber, esse episódio, assim como o anterior, não tem muitos momentos maintexters, até porque Xena e Gabrielle passam pouco tempo juntas. De qualquer forma, espero que tenham gostado.

 
The Xena Scrolls (2X10)
 
“Ao que muitos preferem chamar de subtexto, eu chamo de maintexto.
Para bom entendedor, meia cena basta.”

Macedônia, 1940. Mel Pappas (sósia de Xena), filha de um grande Arqueólogo, foi ao encontro de Janice Covington (sósia de Gabrielle), cujo pai também era Arqueólogo, que estava em busca de um tradutor para ajudá-la a encontrar a tumba que possivelmente guarda os pergaminhos de Xena.
No local das expedições elas encontram um homem que se apresenta como Tenente Jacques S’er (sósia de Joxer) e diz que foi enviado pelo governo francês para proteger Janice, pois eles também têm grande interesse nos pergaminhos.
Um homem chamado Smythe e seus comparsas chegam dizendo que tem a chave para adentrar a tumba, mas ele é um traidor, domina os 3 e todos entram na tumba. Todos são pegos de surpresa por uma armadilha, que separa Smythe e seus homens dos 3, que ficam juntos e descobrem que a tumba pertence ao deus da guerra.
Mel encontra os pergaminhos e pega um, onde consta a história de Xena e Marcus. Ele até então chamado de “grande amor de Xena”.


Apenas aguarde...

Janice começa a pegar os pergaminhos e colocar numa sacola, quando encontram o chakram de Xena com metade dentro das pedras. Janice tenta retirá-lo e não consegue, mas Mel o retira facilmente, mas somente uma parte. Janice se volta aos pergaminhos enquanto Mel é conduzida por um magnetismo maior vindo do chakram e caminha sozinha, se afastando dos outros dois. Mel vai de encontro à outra parte do chakram, que está nas mãos de Smythe. Há uma briga e logo depois todos vão parar numa outra sala, onde os dois lados do chakram se unem resultando na abertura do sarcófago de Ares, o deus da guerra.
Smythe enfrenta Ares, mas ele e seus homens são mortos por ele. Jacques também tenta, mas é desmascarado pelo deus da guerra. Na verdade ele se chama Jack e é um vendedor de escovas de dente. Janice pergunta como ele soube da existência dos pergaminhos e ele diz que foi através de sua família. Ares então começa a revelar a descendência de cada um dos 3. Jack é descendente de Joxer. Ele também revela que somente um descendente de Xena poderia libertá-lo e Janice acredita que seja ela, porém na verdade ela descende de Gabrielle, pela qual Janice parece não ter grande simpatia.
Ares se dirige a Mel, a descendente de Xena ali presente, para exigir que ela o liberte, porém seu corpo foi tomado pela alma da Princesa Guerreira. Ela o golpeia e os 3 fogem. Xena encontra Janice triste e esta diz estar decepcionada por descender da inútil da Gabrielle, ao que Xena a corrige, deixando bem clara a importância de Gabrielle para ela.

Era aqui que eu queria chegar. A história de Xena e Marcus deu-se antes de Xena perceber a grandiosidade de Gabrielle. Não duvido que, de fato, ela o amou no passado, porém muitas coisas aconteceram após aquele pergaminho que Mel leu ter sido escrito. É um despropósito seguir afirmando que Marcus foi o grande amor da vida de Xena. Se fosse mesmo verdade, quando ela morreu em AFIN teria ido ao seu encontro, entretanto ela permaneceu ao lado de Gabrielle. Só para dar um único exemplo.


Ares captura Janice e Jack e os usa para chantagear Xena, que deve libertá-lo lançando o chakram para abrir a porta ou os 2 morrerão. A porta que liberta Ares é aberta, mas Xena luta com ele para impedi-lo de sair. Ela arremessa o chakram para liquidá-lo, mas este ocasiona no fechamento da porta, que desce lentamente. Xena deixa o corpo de Mel e os 3 conseguem sair antes da porta se fechar completamente. Ares fica preso.
Janice detona várias bombas para soterrar a tumba e manter Ares preso por mais tempo. Jack se despede de Mel e Janice, que decidem trabalhar juntas.
O tempo avança 50 anos e mostra um produtor (mais um sósia de Joxer) dando ideias a Robert Tapert para um novo show. Nada o interessa, até que o rapaz lhe mostra os pergaminhos de Xena, que seu avô havia traduzido (provavelmente ele é neto de Jack). Robert então fica muito interessado em Xena.
  
Mais um episódio com quase zero maintexto, porém um grande episódio, principalmente por esse final. Fiz mais uma resenha do que qualquer coisa, afinal há bem pouco sobre Xena e Gabrielle no episódio, mas espero que tenham gostado. J
 

Here She Comes... Miss Amphipolis (2X11)
 
“Ao que muitos preferem chamar de subtexto, eu chamo de maintexto.
Para bom entendedor, meia cena basta.”

Xena e Gabrielle caminham por uma praia. Salmoneos mandou chamá-las ao local para evitar uma guerra em meio a um concurso de beleza, pois há alguém atentando contra a vida das competidoras. Salmoneos acha que Gabrielle deve se fazer passar por uma delas para poder vigiar melhor, mas ela se recusa dizendo não concordar com essa exploração da mulher. Xena então se apresenta como a Miss Amphipolis e Gabrielle como sua patrocinadora.

Xena evita ao máximo colocar Gabrielle em perigo e, obviamente, não iria incentivá-la a se expor aos olhares famintos daqueles homens.

Em sua primeira tentativa de se aproximar das garotas, Xena fica sozinha na sauna e é presa, o que a faz se atrasar para a primeira etapa do evento. Enquanto ela está na passarela, alguém rouba sua armadura em seu quarto. Quem a trancara na sala foi Miss Artiphis, porém não por ser quem está atacando as moças, mas por saber que Xena sabe que ela é o que podemos chamar de mulher trans (ou travesti). Após explicar sua situação, Xena a perdoa.
Enquanto isso, Gabrielle está em reunião com os demais patrocinadores (todos homens), que não se importam com suas patrocinadas, apenas lhes dão ordens. Gabrielle então diz que sua concorrente e ela formam um time e ela não lhe dá ordens, mas faz pedidos. Os homens se entreolham rapidamente e logo depois um deles pergunta a ela se essa coisa de pedir realmente funciona. Ela diz que sempre funciona.


Mais do que é dito, é como é dito cada frase. Para os mais observadores, fica fácil perceber que todos os patrocinadores mantém uma relação mais íntima com suas patrocinadas, ou seja, não são apenas negócios. E é óbvio que todos ali veem Gabrielle da mesma maneira com relação à Miss Amphipolis (Xena). Nenhuma das duas nega isso em nenhum momento, e pelas expressões de Gabrielle ela se sente muito confortável em passar essa ideia.

A segunda fase do evento começa e Xena é descoberta por um dos patrocinadores, porém Miss Artiphis entra em cena trajando a roupa de Xena, o que faz todos acreditarem que tudo faz parte do evento. Salmoneos anuncia as semifinalistas do concurso que elegerá a primeira Miss Mundo da história, dentre as quais estão Miss Artiphis e Miss Amphipolis (Xena).
A última etapa do concurso é um show de talentos. Xena está treinando seu talento quando vê uma das participantes chorando. A moça confessa que está ali por um capricho de seu namorado, que só valoriza a sua beleza. Xena a aconselha a dizer a ele como ela se sente. A garota pergunta como ela sabe que isso funciona, ao que Xena responde que apenas sabe.


De todas as pessoas com quem Xena se relacionou, com quem mais ela compartilhou sentimentos, pensamentos, medos e inseguranças? Se você pensou em Gabrielle, bingo! Lembrando que o papo ali era sobre relacionamentos amorosos, então...

Durante o show de talentos, Xena descobre o sabotador do evento e o revela aos patrocinadores. O evento chega ao seu final, mas Xena se revela e não participa, porém Miss Amphipolis seria a vencedora. No entanto, com a desistência da mesma, o prêmio vai para o segundo lugar, mas a garota desiste. O prêmio então vai para o terceiro lugar, porém a concorrente também desiste. As outras duas também desistem, deixando o prêmio para Miss Artiphis, que não tinha patrocínio e estava ali em busca de um sonho, tornando-se, assim, a primeira Miss Mundo.
Durante a comemoração, Miss Artiphis puxa Xena para a passarela e lhe dá um beijo na boca, fazendo Gabrielle ficar sem graça. Ela olha pras duas e pra plateia, sem saber ao certo como reagir.



Como dito acima, todos ali viam Gabrielle como mais que a patrocinadora de Miss Amphipolis, então se compreende que ela sentiu-se envergonhada por ser “traída” diante de todos. Podemos compreender também que ela sentiu ciúmes.

O episódio termina com Gabrielle perguntando se Miss Artiphis é um homem, ao que Xena confirma.  A barda diz que isso é engraçado, mas Xena responde que “beleza é beleza”, ou seja, que não importa a forma como Miss Artiphis nasceu. Gabrielle diz que vai escrever sobre isso e pretende chamar Miss Artiphis de “Rainha por...”, mas é impedida por Xena de completar a frase. Então ela diz, em inglês, a frase “What a drag!”, que traduzindo ao pé da letra significa “Que chatice!”, porém ela também pode ter dito “Que Drag!”, referindo-se a Miss Artiphis como uma Drag Queen, o que parece também ter sentido, por ela tê-la chamado antes de Rainha. O fato é que Xena a recrimina por essas piadinhas infames.

Xena prezou pelo respeito à Miss Artiphis, independente de ela ser uma mulher trans, travesti ou uma Drag Queen. Para Xena isso não importa, o importante é respeitá-la como ela se apresenta: uma mulher. E obviamente Xena repassa essa sabedoria para Gabrielle, encerrando o episódio com tal lição para todos nós.



 O que achou? Comente!
Até o próximo episódio, pessoal! ;)

por Matheus Roberto


XWM Entrevista: Escritor Carlos Brito (Autor de A Batalha Divina)





Vocês pediram e nós atendemos! Confira agora a entrevista com o escritor Carlos Brito, autor da fanfiction A Batalha Divina! :D 

Já leu essa fanfiction? Ótimo! Se ainda não leu, não perca mais tempo e clique aqui para acessar e começar a ler agora mesmo! 

Quando o último capítulo foi publicado, uma Xenite sugeriu em nossa FanPage que fizéssemos uma nova entrevista com o autor, o que recebeu o apoio de vários outros Xenites. 

Caso não tenha lido a entrevista anterior, confira clicando aqui! Leia também o conto especial de Natal, Mundos Paralelos, clicando aqui! Há ainda outros textos do autor aqui no blog, teorias que você pode ler clicando aqui

Sem mais delongas, vamos logo ao que interessa! A entrevista dessa vez foi feita por vídeo, mas se você preferir poderá ler tudo logo abaixo (em Português ou Inglês):




Em Português: (English Version below)



Início por Matheus Roberto:



Olá pessoal, você que é leitor do blog “Xena's World Maintexter” ou "Xena's World Maintexter", eu gosto de falar "Xena". Enfim...!

Você que acompanhou a fanfiction "A Batalha Divina". Principalmente você... Se você não leu, o link vai estar aqui pra você acessar, pra você ler essa fanfiction que fez grande sucesso; está fazendo ainda grande sucesso.

Tanto é que... A fanfiction já chegou ao final. A primeira temporada dessa fanfiction já chegou ao final. E o autor Carlos Brito promete nos trazer a segunda temporada de "A Batalha Divina". Muito gente está bem empolgado com essa fanfiction.

Realmente ela é fabulosa. Nem o autor esperava tanta repercussão.

Dessa forma quando a fanfiction ainda estava sendo exibida, postada; os novos capítulos. Nós fizemos uma entrevista com o autor, que você também vai encontrar o link aqui pra poder ler.

E agora, quando nós postamos o último capítulo... Uma Xenite chamada Júlia, a Júlia Xenite, ela sugeriu de nós fazermos uma nova entrevista e dessa forma 7 xenites resolveram fazer perguntas e nós recebemos um total de 18 perguntas incluindo 5 xenites do Brasil e 2 xenites dos Estados Unidos.

A gente vai deixar as perguntas delas pro final.

Então pra não ficar uma entrevista igual à outra, a gente resolveu... Eu e o Carlos conversamos e combinamos de então fazer uma entrevista por vídeo.

Nós esperamos que você goste desse formato, nessa entrevista em vídeo, mas também, ela vai estar por escrito.

Nós esperamos que você goste de poder nos ver. Eu vou fazer as perguntas pra ele e ele vai responder olhando pra você.

Lembrando que este é o primeiro vídeo onde eu apareço. O primeiro vídeo par ao blog "Xena's World Maintexter".

Eu sou o Matheus Roberto do canal Xenites Recomendam e também do canal “XenacanBrasil”. Acho que você já me conhece. Se não conhecia, eu sou o administrador e o maior produtor de conteúdo do blog Xena's World Maintexter. Blog que existe desde 2011. Inclusive no dia 25 de maio, nós estamos completando 6 anos de existência.

Mas então vamos falar com o Carlos:

Carlos Brito, tudo certinho meu irmão? E aí, pronto pra responder as 18 perguntas dos nossos queridos leitores?



Saudação - CB (Carlos Brito):



Olá Matheus Roberto. Olá leitores e seguidores do blog Xena's World Maintexter.

Em primeiro lugar, pra mim é uma honra ser entrevistado novamente pelo blog e muito obrigado pelo convite de estar aqui hoje... Por fazer essa participação e eu espero poder agradar a todos com as minhas respostas.





MR (Matheus Roberto):

Então vamos lá. Para o vídeo não ficar muito longo, vamos já começar com as perguntas que a galera deve estar ansiosa para saber o que você tem a dizer.

As primeiras perguntas são 4 e vem da Júlia. Júlia Xenite que foi quem deu essa idéia de fazer uma nova entrevista com você Carlos.

A primeira pergunta dela é; é uma pergunta extensa. Vamos lá:

"Em sua primeira entrevista que o autor forneceu para o blog, ele mesmo revelou que para criar o personagem "André" (casca humana do Serafim Amandriel) ele se baseou em sua própria vida, pois o mesmo sofre de depressão profunda desde a sua adolescência. Na fanfiction este mesmo personagem se apaixona pela Xena, nos atentando a isso, podemos saber se aconteceu o mesmo fato com o autor na vida real? Ou seja, ele já se apaixonou por alguma mulher mais velha e não foi correspondido como no caso de André"?



CB:

Olá Júlia, como vai você? Tudo bem? Sim Júlia, esse fato realmente aconteceu comigo. Bem... Na época eu tinha apenas 15 anos de idade. Apenas 15 anos de idade e eu me apaixonei profundamente por uma professora minha. Obviamente, eu não tive a coragem que o “André” teve na fanfiction que foi de se declarar, mas sim... Isso realmente aconteceu comigo, ou seja, essa parte da fanfiction, do conto, foi baseado em fatos reais.



MR:

É isso aí Carlos. Vamos para a segunda pergunta da Júlia:

"Algum fato engraçado que o autor possa nos contar que possa ter acontecido durante os capítulos"?



CB:

Sim! Logo no início; quando eu comecei a enviar os capítulos da fanfiction, eu recebi alguns e-mails de leitores pensando que eu era uma mulher. Ou seja, que o autor no caso eu, seria uma mulher apenas por causa da forma com que eu escrevo sempre voltado para o lado do romantismo extremo; do romantismo profundo. Então, eu diria que foi m fato engraçado, eu não me estressei com isso, eu só achei engraçado, mas sim, acho que foi apenas esse fato engraçado que possa ter acontecido.



MR:

A terceira pergunta da Júlia é a seguinte:

"Na fanfiction, o autor nos passou de forma singela um belo romance entre Sarah e o Serafim Amandriel. Esses dois personagens ficaram de fato juntos no final? Como o autor pode nos explicar essa relação tão complicada e proibida"?



CB:

Bem... Amandriel e Sarah ficaram juntos no final sim, porém... Desde o começo foi uma relação muito complicada, pois Amandriel é um serafim do Deus Único e Sarah; um ser humano. Eu tentei me aproximar um pouco da realidade, mas sem perder o foco do conto que obviamente é apenas uma fantasia. Como Amandriel é um serafim de Deus, ele nunca sentiu esse tipo de amor por ser humano algum, mas ao conhecer Sarah, ele passou a sentir emoções humanas. Basicamente, se Amandriel perdesse a sua castidade, ele perderia também a sua graça divina e com isso, deixaria de existir, só que Sarah, mesmo sabendo disso... O amor de Sarah por Amandriel foi tão grande que ela aceitou a posição de Amandriel e ficou ao lado dele, mesmo sabendo que nunca, ela poderia nem ao menos beijá-lo. Ou seja, foi uma relação muito complicada.



MR:

Certo Carlos. Agora a última pergunta da Júlia pra você é a seguinte:”: Costumo conversar com minhas amigas do colégio em que eu leciono que também são professoras, que eu tenho o Carlos como o “Lord Byron da atualidade” pela sua forma byroniana de escrever. Em sua visão, como o autor se sente ganhando tal título"?



CB:

Sinceramente, eu nunca esperei que um dia, eu ganharia esse título. Quem me conhece pelo menos um pouco; sabe que eu amo os livros de Lord Byron. Pra mim é uma honra ter esse título, ganhar esse título, mas eu não sei se eu mereço esse título. Eu não sei, mas eu fico feliz sabendo que há pessoas que estão me reconhecendo dessa forma.



MR:

Muito bem Carlos. Agora vamos para as perguntas da xenite; Mariana Souza.

Ela mandou também 4 questões sendo que a última, é mais um desabafo.

Vamos lá para a primeira pergunta: "Na fanfiction, o autor trabalhou muito sobre a questão de “almas gêmeas” como a série tratou, teremos isso na segunda temporada"?



CB:

Olá Mariana, tudo bem?

Sim Mariana. Eu irei me aprofundar ainda mais nesse tema das “almas gêmeas” na segunda temporada da fanfiction, mas eu ainda não posso contar o que acontecerá. Como eu irei me aprofundar nesse tema, pois eu ainda estou escrevendo a segunda temporada. Apenas Aguardem.



MR:

Maravilha Carlos. A segunda pergunta da Mariana é a seguinte: "Houve algum capítulo em que o autor achou que não conseguiria terminar? Que achou muito difícil"?



CB:

Interessante essa pergunta, pois o último capítulo da fanfiction. O trigésimo capítulo da fanfiction... Para mim foi o mais difícil de escrever, pois não foi nada fácil escrever o monólogo de Lúcifer, entre outros detalhes do capítulo. Eu pensei em desistir de fato de escrever, pois pela primeira vez, eu passei vários dias tentando escrever esse capítulo, pois houve muitos detalhes no capítulo... Não só o monólogo de Lúcifer que foi complexo e sim, outros detalhes como a aparição do espírito do Deus Único; quando ele apareceu para Gabrielle no monte sagrado... Essa cena para mim também foi difícil, pois eu tive que me aprofundar na poesia, na literatura. Claro, eu sou escritor, mas há coisas que são difíceis de escrever ou descrever e para mim, o último capítulo foi o mais complexo.



MR:

Certo. Agora a terceira pergunta da Mariana Souza: "Como o autor se sente com toda essa repercussão que a fanfiction ainda está tendo"?



CB:

Olha Mariana, eu ainda me assusto um pouco com toda essa repercussão que o conto ainda está tendo. Eu realmente não esperava que o conto chegasse a esse ponto, mas eu fico feliz. Eu só espero que os leitores entendam a mensagem que eu desejei passar. E sigam, sigam esse conselho, essa mensagem que eu tentei passar que é uma mensagem de paz, amor, esperança. E você pode vencer sim os obstáculos, enfim... Os problemas da vida. Mas eu fico feliz sim.



MR:

Show de bola Carlos. Agora, temos aqui um desabafo da Mariana pra você. Escuta só: "Estava passando por alguns problemas pessoais e em um momento de loucura, eu estava pronta para cometer suicídio. Acreditem ou não, mas antes de cometer o ato, eu liguei o meu computador para assistir um último episódio da série Xena e depois, eu iria deixar um recado para os meus pais, mas então navegando na net, eu descobri A Batalha Divina e eu li logo o capítulo em que Xena e Gabrielle na fanfiction descobrem que o André se corta e então, a Xena faz um belo discurso de como é a vida, que você pode sim superar os seus problemas e para isso, você precisa erguer a cabeça e lutar. Na verdade, eu não tenho uma pergunta nesse final. Eu gostaria apenas de agradecer a Deus por ele ter enviado esse anjo para nos presentear com essa obra tão fantástica e que de certa forma salvou a minha vida. Obrigado Carlos Brito".



CB:

Nossa, nossa... Sinceramente, eu não esperava por essa. Olha... Isso me emociona muito, sinceramente, isso me emociona muito, pois como eu falei agora a pouco na última resposta; essa é a verdadeira mensagem que eu desejei passar no conto desde o primeiro capítulo de que você não está sozinho no mundo embora pense que está. Você pode sim ultrapassar os obstáculos e vencer a tristeza, vencer a depressão. Você tem a força necessária para superar todos os seus problemas. Não importa quem você seja; você é merecedor de aplausos apenas por existir. Você que está assistindo esse vídeo agora; eu desejo dizer pra você; não importa quem você seja... A sua vida é importante para o mundo e para Deus! Não desista de sua vida. Muito obrigado. Muito obrigado!



MR:

Que coisa incrível não é Carlos? Esse depoimento foi demais.

Provavelmente você ajudou muito mais pessoas e isso não tem preço não é mesmo?

Nós vamos agora para a pergunta única do Vinícius Andrade.

Ele perguntou o seguinte: "Qual a visão que o autor tem da série XENA em comparação com a sua fanfiction A Batalha Divina"?



CB:

Então Vinícius, eu tentei me aproximar ao máximo da série. Claro que eu trouxe elementos meus para a fanfiction, eu não quis fazer uma cópia, ou seja, tentar me igualar à série, aos escritores da série e sim, eu quis adicionar pontos meus, como eu disse, eu quis colocar elementos meus para a fanfiction que foi o romantismo, muito mais romantismo e drama. Mas eu acho que é isso. Eu tentei me aproximar de como a série mostraria para o público.



MR:

Agora nós vamos para as perguntas do Marcos Alencar. Ele nos deixou duas questões. Vamos para a primeira; "No último capítulo de A Batalha Divina, o autor coloca Xena diante de Lúcifer; e o mesmo então tenta converter a mente da princesa guerreira prometendo-lhe milhões de exércitos, ouro e prata, mas a mesma precisaria se ajoelhar perante Lúcifer e dedicar-lhe obediência eterna. Como foi criar o perfeito e complexo monólogo de Lúcifer? Aproveitando a pergunta, essa mesma cena, foi uma alusão a tentação que Jesus Cristo sofreu contra Lúcifer quando o mesmo jejuava no deserto"?



CB:

Marcos, o monólogo de Lúcifer na fanfiction foi o mais complicado de ser escrito. Não foi fácil descrever de forma poética e filosófica em uma entonação medieval um monólogo para o rei das trevas e sim, você está certo... Essa cena foi uma alusão a tentação que Jesus Cristo sofreu quando jejuava no deserto. Eu quis fazer isso, pois assim como a série XENA teve várias alusões durante os episódios sem prejudicar nenhuma outra obra, então, eu tentei fazer o mesmo na fanfiction e eu espero ter conseguido.



MR:

Show! Vamos agora para a segunda e última pergunta do Marcos Alencar; "Como seria se a fanfiction fosse realmente gravada como uma re-inicialização da série XENA? A Batalha Divina então sofreria alguma mudança? Seriam mudanças drásticas"?



CB:

Bem... Algumas pessoas já me perguntaram isso. Eu nunca pensei realmente sobre o assunto, mas se isso acontecesse; A Batalha Divina sofreria mudanças sim. Não digo que seriam drásticas, mas muita coisa mudaria, como por exemplo; algumas cenas seriam cortadas e alguns diálogos sofreriam alterações, enfim... Mas basicamente isso.



MR:

Muito bom Carlos. Então, agora nós temos as perguntas da última xenite brasileira que mandou perguntas foi a Bruna Oliveira. Ela nos deixa 3 perguntas.

A primeira é a seguinte; "Defina A Batalha Divina”. Creio eu que pode ser em uma palavras, em uma frase. Como você define?



CB:

Um mundo de fantasia em que o bem e o mal estão em confronto deixando o mundo no caos e apenas Xena pode colocar ordem e salvar a humanidade.



MR:

Legal. Agora, a segunda pergunta da Bruna; "Como foi criar o personagem Amandriel”?



CB:

Bruna... Criar o personagem Amandriel não foi difícil para mim, pois assim como André; eu coloquei em Amandriel traços meus. Um pouco da timidez, sempre tentando ajudar a todos... E eu gostei de ter criado Amandriel. Basicamente foi dessa forma que eu criei o personagem.



MR:

E a terceira e última pergunta da Bruna... Que tem a ver com a segunda; "Porque esse nome: “Amandriel”? Há algum significado"?



CB:

Sim, Amandriel tem um significado sim. Bem... Como Amandriel é um serafim no conto, eu precisava criar um nome forte para o personagem; um nome que tivesse um significado a altura.

Basicamente o significado do nome Amandriel é; o termo “Aman” é uma palavra da Indonésia que significa "proteger" ou "protetor" e “Driel” vem de "Adriel" que significa; "rebanho de Deus" ou “da assembléia divina” ou até mesmo “da congregação de Deus”.

Adriel é um nome bíblico de origem hebraica e possivelmente quer dizer “da assembléia divina”.

Segundo as escrituras sagradas, Adriel é genro de Saul... Espero que eu esteja lembrando corretamente...  Adriel é genro de Saul o qual foi rei de Israel.

Então juntando as duas palavras, forma "Amandriel" que significa então; "protetor do rebanho de Deus". Que obviamente é essa a missão do personagem no conto, proteger o “rebanho de Deus” no caso, proteger os seres humanos.



MR:

Então Carlos. Nós chegamos agora nas perguntas das xenites dos Estados Unidos. Vamos à primeira. Ela é de Nova York. O nome é Eileen Crueses. Acho que pronuncia dessa forma. Desculpa se pronunciei errado. Desculpe.

A primeira pergunta dela é a seguinte; "O que podemos esperar da segunda temporada da fanfiction"?



CB:

Olá Eileen. Como vai você? Bem... A segunda temporada do conto vai ter muito mais drama e romantismo e um pouco de comédia também.



MR:

Todo mundo agora ansiosíssimo pela segunda temporada de "A Batalha Divina" não é? A segunda pergunta dela... Da Eileen é a seguinte; "Sobre o que exatamente a segunda temporada vai se tratar"?



CB:

A segunda temporada do conto, da fanfiction vai tratar sobre a vida de Jesus Cristo. Xena, Gabrielle e agora Eve. Junto com Eve; a filha de Xena; precisarão encontrá-lo, pois só ele vai poder ajudar a Xena a derrotar Lúcifer.



MR:

Que maravilha hein? Agora nós vamos para as últimas perguntas dessa entrevista. Quem enviou foi a Allie Davis. Lá de Carolina do Norte - Estados Unidos.

A primeira pergunta dela é a seguinte; "O autor redimirá outra personagem da série para a segunda temporada? Se sim, qual"? Pode nos dizer?



CB:

Olá Allie. Bem... Sim, eu vou resgatar outros personagens da série para a segunda temporada da fanfiction; A Batalha Divina, mas eu ainda não posso revelar qual. Desculpem-me.

Eu desejo fazer isso, pois eu acho que os criadores da série, não usaram alguns personagens como eles deveriam ser usados na série. Por exemplo; a filha de Lila e sobrinha de Gabrielle. Ela só apareceu em apenas 1 episódio que foi o quarto episódio da sexta temporada intitulado “Quem é Gurkan” e só, entre outros personagens. Então, eu desejo fazer isso para a segunda temporada.



MR:

E a última pergunta dessa entrevista e também a última pergunta da Allie Davis é a seguinte; "Hoje, o Carlos é escritor. De onde saiu este fascínio pela literatura? Quais são suas inspirações"?



CB:

Allie; o meu fascínio pela literatura começou quando eu tinha 10 anos de idade. Eu consegui ler o livro “Ligéia do escritor Edgar Allan Poe” e eu me apaixonei profundamente pela literatura. Depois disso, eu conheci; Lord Byron, John Keats e Álvares de Azevedo que são as minhas inspirações até hoje.



MR:

Muito obrigado Carlos por essa entrevista incrível que você nos concedeu a pedido desses xenites que são muito apaixonados pela "A Batalha Divina" e com certeza agora, acompanharão a segunda temporada. Valeu mesmo meu querido. Estamos juntos. Grande abraço.



CB:

Muito obrigado pelo convite meu querido Matheus Roberto. Muito obrigado por permitir esse espaço no blog para a fanfiction. Muito obrigado aos leitores e seguidores do blog por desejarem que eu fornecesse essa entrevista e eu fico muito feliz que... Como eu disse no começo, eu fico muito feliz que a minha fanfiction teve esse sucesso. Eu não esperava, mas ainda assim, eu fico feliz obviamente. Muito obrigado por tudo. Obrigado por essa entrevista. Foi uma honra enorme ser entrevistado e é isso. Um forte abraço pra você Matheus Roberto. Um forte abraço para todos e até mais. Tchau!



MR:

Nós esperamos que você tenha gostado dessa entrevista. Deixe aqui o seu comentário, o que você achou. Se tiver mais alguma pergunta para fazer, nós vamos dar um jeito de responder tudo o que você quiser saber sobre o autor, sobre as fanfictions dele que tem mais aqui no blog, eu vou deixar todos os links pra você acessar, para você ler. Certo?

Muito obrigado aos xenites que participaram enviando as suas perguntas. Nós iríamos até fazer mais perguntas, mas olha... Iria ser uma entrevista gigantesca. Então, acredito que todos vocês juntos conseguiram perguntar exatamente o que é pertinente saber nesse momento. Não dá para nós sabermos tudo. As fanfictions precisam ter os seus mistérios também; não é verdade?

Então muito obrigado para você que mandou a sua pergunta. Se você não soube, nós falamos sobre isso lá na página do blog Xena's World Maintexter. Se você não ficou sabendo e quiser perguntar alguma coisa para o autor, pergunte agora aqui nos comentários. Quem sabe ele responda você. O que ele poder responder.

Certo gente? Muito obrigado. Muito obrigado mesmo. Se inscreva no nosso canal do blog. Dê o seu curtir lá na página também. Temos Twitter, enfim... Temos as maiores redes sociais para você poder nos acompanhar como melhor lhe aprouver.

Grande abraço para cada um de vocês leitores do blog “Xena's World Maintexter”. Muito obrigado por nos acompanhar sempre, já por 6 anos.

Certo. Grande abraço a todos mesmo. Até a próxima gente. Tchau!



-------------------



English Version:





Home by Matheus Roberto:



Hello everyone, you who is reader of Xena's World Maintexter blog or "Xena's World Maintexter", I like to speak "Xena". Anyway...!

You who accompanied the fanfiction "The Divine Battle". Especially you... If you have not read, the link will be here for you to access, for you to read this fanfiction that made great success; Is still making great success.

So much is that... The fanfiction has already come to an end. The first season of this fanfiction has come to an end. And the author Carlos Brito promises to bring us the second season of "The Divine Battle". A lot of people are very excited about this fanfiction.

It’s really fabulous. Neither did the author expect such repercussions.

That way when the fanfiction was still being displayed, posted; The new chapters. We did an interview with the author, you will also find the link here to read.

And now, when we post the last chapter ... A Xenite named Julia, Julia Xenite, she suggested that we do a new interview and in that way 7 xenites decided to ask questions and we received a total of 18 questions including 5 xenites from Brazil And 2 xenites of the United States.

We'll leave the questions from them to the final.

So to not stay an interview like the previous one, we solved ... Carlos and I talked and we agreed to do a video interview.

We hope you enjoy this format, in this video interview, but also, she will be in writing.

We hope you enjoy being able to see us. I'll ask him the questions and he'll respond by looking at you.

Remembering that this is the first video where I appear. The first video to the blog "Xena's World Maintexter".

I am Matheus Roberto from the channel "Xenites Recomendam" and also of the channel "XenacanBrasil". I think you already know me. If you didn't know me, I am the administrator and the largest content producer on Xena's World Maintexter blog. Blog that exists since 2011. Inclusive in May 25, we are completing 6 years of existence.

But then let's talk to Carlos:

Carlos Brito, everything right my brother? So, ready to answer the 18 questions from our dear readers?



Greeting - CB (Carlos Brito):



Hello Matheus Roberto. Hello readers and followers of "Xena's World Maintexter" blog.

First of all, for me it is an honor to be interviewed again by the blog and thank you very much for the invitation of be here today... For making this participation and I hope to please everyone with my answers.



MR (Matheus Roberto):

So let's go there. For the video not to stay too long, let's start with the questions that the galley should be eager to know what you have to say.

The first questions are 4 and it comes from Julia. Júlia Xenite who gave the idea of ​​doing a new interview with you Carlos.

Her first question is; Is an extensive question. Let's go there:

"In his first interview that the author provided for the blog, he himself revealed that to create the character" André" (human husk of the Seraphim Amandriel) he if based on his own life, because the same suffer from deep depression since his adolescence. In the fanfiction this same personage falls in love with Xena, in that regard, can we know if the same fact happened with the author in real life? Or be, he already fell in love with some older woman and was not reciprocated as in the case of André"?



CB:

Hello Julia, how are you? All well? Yes, Julia, this fact really happened to me. Well... At the time I was only 15 years old. Just 15 years old and I fell deeply in love with a teacher of mine. Obviously, I did not have the courage that "André" had in the fanfiction that was of if declare, but yes... This really happened to me, or be, that part of the fanfiction, of the tale, was based in real facts.



MR:

That's it therein Carlos. Let's go to Julia's second question:

"Any funny facts that the author can tell us that might have happened during the chapters?"



CB:

Yes! Right at the start; When I started sending of the fanfiction chapters, I got some emails of readers thinking I was a woman. Or be, that the author in the case I, would be a woman just because of the way I write always facing the side of the extreme romanticism; Of the deep romanticism. So, I would say it was funny, I did not stress me with this, I just found it funny, but yes, I think it was just that funny fact that might have happened.



MR:

Julia's third question is as follows:

"In the fanfiction, the author simply passed on a beautiful romance between Sarah and the Seraphim Amandriel. These two characters stayed in fact together at the end? How can the author explain this so complicated and forbidden relationship?



CB:

Well... Amandriel and Sarah stayed together in the end, yes, but... From the beginning it was a very complicated relationship, for Amandriel is a seraph of the One God and Sarah; a human being. I tried to get closer to reality, but without losing the focus of the tale, which is obviously just a fantasy. As Amandriel is a seraph of God, he never felt this kind of love for being a human, but when he met Sarah, he began to feel human emotions. Basically, if Amandriel lost his chastity, he would also lose his divine grace and with that, would cease to exist, only that Sarah, even knowing of this ... Sarah's love for Amandriel was so great that she accepted the position of Amandriel and stayed beside him, even knowing that never, she could not even kiss him. That is, it was a very complicated relationship.



MR:

Right Carlos. Now Julia's last question to you is the follows: "I often talk to my high school friends where I teach that they are also teachers, that I have Carlos as the" Lord Byron of the actuality" by his Byronian way of writing. In your vision, how does the author feel gaining such a title? "



CB:

Honestly, I never hoped that one day, I would win that title. Who knows me at least a little; You know, that I love Lord Byron's books. For me it's an honor to have that title, win that title, but I do not know if I deserve this title. I do not know, but I'm happy knowing that there are people who recognize me that way.



MR:

Very well, Carlos. Now let's go to of the questions, of the xenite Mariana Souza;

She also sent 4 questions, being that the last one is more a vent.

Let's go there to the first question: "In fanfiction, the author worked very on the issue of" soul mates "as the series treats, will we have this in the second season?"



CB:

Hello Mariana, how are you?

Yes Mariana. I'll dig deeper me into this "soul mates" theme in the second season of the fanfiction, but I still can not tell what will happen. As I will deeper me into this topic, because I am still writing the second season. Just Wait.



MR:

Wonder Carlos. Of the Mariana's second question is the follows: "There was some chapter in which the author thought he could not finish? That found you find very difficult?"


CB:
Interesting this question, because the last chapter of the fanfiction. The thirtieth chapter... For me it was the most difficult to write, because it was not easy to write the monologue of Lucifer, among other details of the chapter. I thought about giving up writing, because for the first time, I spent several days trying to write this chapter, because there were many details in the chapter ... Not only Lucifer's monologue that was complex, but other details like the appearance of the Spirit of the One God; When he appeared to Gabrielle on the sacred hill ... This scene for me was also difficult, because I had to deeper me into poetry, literature. Of course, I am a writer, but there are things that are difficult to write or describe and for me, the last chapter was the most complex.



MR:

Right. Now the third question of the Mariana Souza: "How the author does feel with all this repercussion that fanfiction is still having"?



CB:

Look Mariana, I still get scared me a little a bit with all this repercussion that the tale is still having. I really did not expect the tale to would reach that point, but I'm happy. I just hope readers understand the message I wanted to get across. And follow, follow this advice, this message that I tried to pass that is a message of peace, love, hope. And you can overcome yes the obstacles, in the end... The problems of life. But I'm happy, yes.



MR:

Show, Carlos. Now, we have a I vent of the Mariana for you. Just listen, "I was going through some personal problems and in a moment of madness, I was ready to commit suicide. Believe it or not, but before committing the act, I turned on my computer to watch one last episode of the Xena series and after, I would leave a message for my parents, but so surfing the net, I discovered "The Divine Battle" and I read the chapter where Xena and Gabrielle in the fanfiction discover that André cuts himself and then, Xena makes a beautiful speech of how is the life, that you can yes overcome your problems, and for that, you need to lift your head and fight. In the truth, I do not have a question in this in the end. I would just like to thank God by he have sent this angel to give us this gift that was this so fantastic work and that right in a way saved my life. Thank you Carlos Brito".



CB:

Wow, wow... Sincerely, I did not expect by that. Look... It moves me a lot, sincerely, this touches me a lot, because as I said now the little bit in the last answer; This is the true message I wanted to pass on in the tale since the first chapter, of that You are not alone in the world, although you think you are. You can yes overcome obstacles and overcome sadness, overcome depression. You have the strength to overcome all your problems. It does not matter who you be; You deserve applause just for existing. You who are watching this video now; I want to tell you; No matter who you be... Your life is important to the world and to God! Do not give up on your life. Thank you very much. Thank you very much!



MR:

What incredible thing is not Carlos? That statement was too much.

You've probably helped a lot more people and this is priceless, is not it same?

We will now turn to Vinícius Andrade's unique question.

He asked the following: "What the vision does the author have of the Xena series compared to his fanfiction The Divine Battle"?



CB:

So Vinícius, I tried to get closer to the series the maximum possible. Of course I brought elements my to the fanfiction, I did not want to make a copy, that is, try to write like the writers of the series and yes, I wanted to add my points, as I said, I wanted put my elements to the Fanfiction that was the romanticism, much more romanticism and drama. But I think that's it. I tried to get closer to how the series would show to the audience.



MR:

Now we go to Marcos Alencar's questions. He left us two questions. Let's go for the first; "In the last chapter of The Divine Battle, the author puts Xena before Lucifer, and the same then tries to convert the warrior princess's mind by promising her millions of armies, gold and silver, but she would need to kneel before Lucifer and dedicate eternal obedience to Lucifer, "How was it create the perfect and complex monologue of Lucifer?" Taking advantage of the question, this same scene, it was an allusion to the temptation that Jesus Christ suffered against Lucifer when he fasted in the desert"?



CB:

Marcos, Lucifer's monologue in the fanfiction was the most complicated to be written. It was not easy to describe poetically and philosophically in a medieval intonation a monologue to the King of Darkness and yes, you're right... This scene was an allusion to the temptation Jesus Christ suffered when he fasted in the wilderness. I wanted to do this, because just as the Xena series had several allusions during the episodes without harming any other work, then, I tried to do the same in the fanfiction and I hope I have succeeded.



MR:

Show! Let's now go to the second and final question of Marcos Alencar; "What would it be like if fanfiction were actually recorded as a re-initiation of the Xena series? The Divine Battle would then undergo some change? Would it be drastic changes"?



CB:

Well... Some people already asked me that. I never really thought about it, but if this were to happen; The Divine Battle would suffer change yes. I do not say that would be drastic, but very thing would change, for example; Some scenes would be cut and some dialogues would undergo changes, in the end... But basically that.



MR:

Very good, Carlos. So, now we have the questions of the last Brazilian xenite that sent questions was the Bruna Oliveira. She leaves us 3 questions.

The first is as follows; "Define The Divine Battle". I believe it can be in a word, in a sentence. How do you define?



CB:

A fantasy world in which good and evil are in confrontation leaving the world in chaos and only Xena can put order and save humanity.



MR:

Cool. Now, the second question from Bruna; "How was it to create the character Amandriel"?



CB:

Bruna... Create the character Amandriel was not difficult for me, as well as André; I put my traices in Amandriel. A little shyness, always trying to help everyone... And I liked having created Amandriel. Basically was of this way that I created the character.



MR:

And the third and final question of the Bruna ... That has to do with the second; "Why does this name:" Amandriel"? Is there any meaning?"



CB:
Yes, Amandriel has a yes meaning. Well... As Amandriel is a seraph in the tale, I needed to create a strong name for the character; A name that had a height meaning.

Basically the meaning of the name Amandriel is; The term "Aman" is an Indonesian word meaning "protect" or "protector" and "Driel" comes from "Adriel" that meaning; "Flock of God" or "of the divine assembly" or up until same "of the congregation of God."

Adriel is a Biblical name of Hebrew origin and possibly means "of the divine assembly".

According to the sacred scriptures, Adriel is Saul's son-in-law ... I hope I'm remembering correctly ... Adriel is the son-in-law of Saul who was king of Israel.

Then joining the two words, form "Amandriel" which means then; "Protector of the flock of God." That obviously is this the character's mission in the tale, protect the "flock of God" in the case, protect humans.



MR:

Then Carlos. We now come to the of'xenite questions of the United States. Let's go the first. She's from New York. The name is Eileen Crueses. I think that pronounce it that way. Sorry if I said it wrong. Sorry.

The first question her is the follows; "What can we expect from the second season of the fanfiction?"



CB:

Hello Eileen. How are you doing? Well... The second season of the tale is going to have a lot more drama and romanticism and a bit of comedy too.



MR:

Everyone now looking forward to the second season of The Divine Battle is not it? The second question her... Of the Eileen's is the following; "About what exactly the Season Two will treat yourself?"



CB:

The second season of the tale, of the fanfiction will treat about the life of Jesus Christ. Xena, Gabrielle and now Eve. Along with Eve; The daughter of Xena; Will need to find him, because only he will be able to help Xena to defeat Lucifer.



MR:

How wonderful, huh? Now we go to the last questions of this interview. Whoever sent it was Allie Davis. From North Carolina - United States.

The first question her is the follows; "The author will redeem another character of the series for Season Two? If yes, which one?" Can you tell us?



CB:

Hello Allie. Well... Yeah, I'm going to rescue other characters from the series for the second season of the fanfiction; The Divine Battle, but I still can not reveal which. I'm sorry.

I wish to do this, because I think the creators of the series did not use some characters How they should be used in the series. For example; Lila's daughter and Gabrielle's niece. She only appeared in only 1 episode which was the fourth episode of the sixth season entitled "Who's Gurkan" and only, among other characters. So I want to do it for the second season.



MR:

And the last question from this interview and also the last question from Allie Davis is the follows; "Today, Carlos is writer. Where did this fascination for literature come from? What are your inspirations?"



CB:

Allie; My fascination by the literature began when I was 10 years of age. I was able to read the book "Ligéia of the writer Edgar Allan Poe" and I fell deeply in love with literature. After that, I met; Lord Byron, John Keats and Álvares de Azevedo, who are my inspirations to this day.



MR:

Thank you very much Carlos for this incredible interview that you gave us at the request of those xenites who are very passionate about "The Divine Battle" and for sure now, will follow the second season. Thank you, my dear. We are together. Big hug.



CB:

Thank you very much for the invitation, my dear Matheus Roberto. Thank you very much for allowing this space in blog for the fanfiction. Many thanks to the readers and followers of the blog for wanting me to provide this interview and I am very happy that ... As I said at the beginning, I am very happy that my fanfiction had this success. I did not expect it, but still, I'm obviously happy. Thank you so much for everything. Thanks for this interview. It was a great honor to be interviewed and is this. A big hug for you Matheus Roberto. A big hug for everyone and up until more. Bye!



MR:

We hope you enjoyed this interview. Leave your comment here, what did you think. If you have any further questions to ask, we'll find a way answer all you want to know about the author, about his fanfictions that have more here on the blog, I will leave all the links for you to access, so you can read. Right?

Many thanks to the xenites who participated by sending in your questions. We would go ask more questions, but look ... It would be a gigantic interview. So I believe that all of you together have been able to ask exactly what is pertinent to know right now. We can not know everything. Fanfictions need to have their mysteries too; is not true?

So thank you so much for sending in your question. If you did not know, we talked about it there on the Xena's World Maintexter blog page. If you did not know and would like to ask the author something, ask them here in the comments. Maybe he'll answer you. What he could answer.

Right? Thank you very much. Thank you very much same. Subscribe in the our channel of the blog. Give your like there on the page too. We have Twitter, in the end... We have the largest social networks so you can follow us as to please you best.

Big hug for each of you readers of "Xena's World Maintexter" blog. Thank you for always accompanying us for 6 years.

Right. Great hug to everyone even. Until the next. Bye!







Translation and Legend by: Carlos Brito

Tradução e Legenda por: Carlos Brito 

Edição: Matheus Roberto







Ѳ Comente pelo Facebook!

Ѳ Mais Vistos