Eva, uma Princesa Amazona esquecida pelo tempo




Poucos se lembram deste detalhe importante da série e, até mesmo, a própria produção se esqueceu ou não quis dar continuidade ao fato de Eva ser legitimamente uma Princesa Amazona. 
Gabrielle, enquanto Rainha, passou os direitos de casta para Eva, quando esta ainda era um bebê.  
Bom, como eu, particularmente, gosto mais do nome Eva, continuarei chamando-a assim, e não como Eve, certo? 
Callisto, uma jovem que teve sua família e sonhos de menina destruídos pelo exército de Xena, encontrou a paz e o perdão quando a Princesa Guerreira resolveu trocar de lugar com ela no inferno. Para reparar seus erros, Callisto precisava retornar à vida e escolheu Xena como mãe. Não bastasse isso, ela foi incumbida por Eli de ser a mensageira do Deus único, da vinda do Senhor. E nasceu como Eva para realizar esta missão. 
Porém, ao nascer, foi perseguida pelos deuses do Olimpo, que não queriam ficar extintos, não queriam perder os poderes sobre a humanidade. Mas sua mãe, Xena, foi mais esperta e simulou a morte do bebê. Entretanto, algo saiu errado e Eva acabou tomando outro rumo. 


Eva foi criada por Otavio Augusto, imperador de Roma, como Livia, se tornando a pior inimiga dos seguidores de Eli. 
Eva, agora Livia, perseguia e matava cruelmente as pessoas que seguiam os ensinamentos de Eli. Fazendo uma forte menção a Saulo, personagem bíblico que perseguia os cristãos e que depois passou a se chamar Paulo após sua conversão, ocorrida devido a uma forte luz, Livia, prestes a matar sua própria mãe, teve o mesmo tratamento: através de uma forte luz, ela viu que Xena era realmente sua mãe e que a amava. Também viu quem ela havia sido em outra vida e qual era a sua missão na vida presente. 


Aceitando agora seu verdadeiro nome, Eva, ela ficou extremamente perturbada, arrependida de todo o mal que cometeu, principalmente contra aqueles que seguiam Eli. 
Mas Xena e Gabrielle cuidaram dela e a levaram até Batista, homem que, através das águas, purificava as almas arrependidas. Eva sentiu uma forte mudança em seu coração e adotou sua missão de corpo e alma. 


Xena, a mulher escolhida para ser a mãe da mensageira, obteve o poder de matar os deuses, que voltaram a perseguir sua filha. Gabrielle, tomada pelas Fúrias, quase mata Eva e depois, quase é morta por Xena. Porém, Ares, o deus da guerra, trocou sua divindade pelas vidas delas, devido a seu amor por Xena. 
Com o fim dos mais poderosos deuses do Olimpo, Eva iniciou sua missão, pregando o amor, pregando os ensinamentos de Eli. 
Ao visitarem as amazonas, porém, Eva se lembra do mal que cometeu contra aquelas mulheres no passado. Uma delas, Varia, a reconhece e, então, ela é capturada. Em nenhum momento, sua condição de Princesa Amazona é mencionada, nem mesmo depois, em suas outras idas para o território amazona. 
Mas Eva, além de ser a mensageira de Deus, uma pregadora do amor e com poderes sobrenaturais, como o de expulsar demônios, era, de fato e de direito, uma legítima amazona, uma Princesa Amazona, que poderia um dia vir a se tornar Rainha.





por Math Pitbull


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para evitar comentários com conteúdo chulo e ofensivo, todos serão moderados, certo?

Ѳ Comente pelo Facebook!

Ѳ Mais Vistos