Qual a Real Definição de Eli?






Após algum tempo pesquisando sobre o personagem Eli na série Xena Warrior Princess, eu consegui chegar a uma real definição do personagem na série, mas antes de revelar a minha teoria, eu gostaria de deixar claro mais uma vez como nos meus dois últimos artigos postados aqui no blog que os criadores e escritores da série usaram e abusaram de licença poética para criar vários pontos da série como cronologia da série e dos personagens em si, portanto, é impossível comparar localidade ou datas, pois estes são relativos para tal teoria.


Sabemos que desde a 1ª (primeira) temporada da série, os escritores da mesma envolveram cunho religioso, como por exemplo, o 19º (décimo nono) episódio da 1ª (primeira) temporada que fora intitulado “Altared States” que no Brasil ficou sendo “Estado Alterado” onde os escritores da série contaram a história de Abraão onde o próprio Deus lhe pediu uma verdadeira prova de fé, determinando que levasse o seu filho Isaque para oferecê-lo em holocausto no Monte Moriá que fica próximo a Salém onde os escritores da série relataram esse fato que a bíblia sagrada relata mudando todos os nomes dos envolvidos colocando também o personagem “Mael” onde o seu nome no conto bíblico é na verdade “Ismael” como o criador do caos definindo-o como um fanático religioso. Mas do início da 5ª (quinta) até a 6ª (sexta) temporadas, este mesmo cunho religioso ficara bem mais evidente e exposto para o público.


Com o passar dos anos, eu me deparei com várias pessoas afirmando que o personagem Eli seria Jesus Cristo na série. Mas será mesmo que isso tem fundamento?


Fazendo várias pesquisas, eu comecei a observar e ligar os pontos das características e fatos ocorridos que envolveram o personagem Eli na série. Eli curou muitos enfermos, fez muitos milagres e exorcizou demônios, como por exemplo, no 14º (décimo quarto) episódio da 4ª (quarta) temporada intitulado “Devi” que no Brasil ficou com este mesmo título, a personagem Maya que no começo do episódio era a ajudante de Eli em seu show de magia na rua, Eli exorciza o demônio “Tataka” do corpo de sua ajudante e logo depois, Eli exorciza este mesmo demônio do corpo de Gabrielle.

No 22º (vigésimo segundo) episódio da 4ª (quarta) temporada que fora intitulado “The Ides of March” que no Brasil ficou sendo “Idos de Março”, Eli cura um jovem paralítico devolvendo os movimentos de suas pernas revelando a todos um verdadeiro milagre.

No 1º (primeiro) episódio da 5ª (quinta) temporada, intitulado “Fallen Angel” que no Brasil ficou sendo “Entre o Céu e o Inferno”, Eli ressuscita Xena e Gabrielle ajudado por Callisto; agora como um anjo de Deus.

Vamos agora para o 22º (vigésimo segundo) episódio da 5ª (quinta) temporada intitulado “Motherhood” que no Brasil ficou sendo “Amor Materno” onde Xena recebe o poder de Eli de matar deuses onde um raio de puro fogo desce dos céus e atinge Xena concebendo-lhe tal poder para destruir os deuses do Olimpo protegendo assim a sua filha Eve.




Estes são apenas alguns dos fatos ocorridos que envolveram o personagem na série podendo então partir para o começo da conclusão da minha teoria, pois eu observei com atenção estes fatos citados acima e comparei com o profeta Elias onde eu conclui que tais fatos ocorridos com Eli na série, são idênticos aos que ocorreram com o profeta Elias e para começar a revelar o mistério, eu observei a origem do nome Eli e Elias, mas primeiro; quem foi o profeta Elias e porque tal comparação com o personagem Eli? Elias; em hebraico: Eliyahu, que em sua tradução literária significa; "Meu Deus é Javé”. Elias foi um profeta e taumaturgo que viveu no reino de Israel durante o reinado de Acab no século IX a.C (nove antes de Cristo).

Deus usou Elias para fazer milagres e trazer julgamento sobre a nação de Israel por sua adoração ao deus Baal. No final de sua vida, Elias foi arrebatado para o céu em uma carruagem de fogo com cavalos em chamas. De acordo com o Livro dos Reis, Elias defendeu o culto de Javé contra a veneração do deus canaanita Baal (que era considerado um culto idólatra); ele ressuscitou os mortos, fez chover fogo dos céus, e foi levado por um redemoinho (acompanhado por uma carruagem e cavalos em chamas ou cavalgando-os como citado acima). No Livro de Malaquias, o retorno de Elias foi profetizado "antes que venha o grande e temível dia do Senhor” o que fez dele um arauto do Messias nas diversas fés que reverenciam a bíblia hebraica. Referências a Elias aparecem no Talmude, na Mishná, no Novo Testamento e no Corão.


Na transfiguração, Elias apareceu conversando com Jesus Cristo e Moisés onde podemos observar isso claramente na bíblia sagrada no livro de Marcos capítulo 9: 2-4. O povo pensou que tanto João Batista quanto Jesus Cristo eram Elias, por causa dos milagres e porque o livro de Malaquias profetizou que Elias voltaria antes do “temível dia do Senhor” onde também podemos observar claramente no livro de Malaquias capítulo 4: 5-6 da bíblia sagrada, mas tanto Jesus quanto João Batista negaram ser o profeta Elias. Jesus disse que João Batista era como Elias, pregando o arrependimento e preparando também o verdadeiro caminho a ser seguido. Eu observei a origem do nome Elias ou no hebraico “Eliyahu” e assim como no 19º (décimo nono) episódio da 1ª (primeira) temporada onde os escritores mudaram o nome de “Ismael” para “Mael” que era o irmão mais velho de “Isaque” que também teve o seu nome alterado para “Icos” no episódio em questão, eu me atrevi a fazer o mesmo com o personagem Eli.

Eu observei que tanto “Elias” quanto no hebraico “Eliyahu”, eu poderia remover as últimas letras do nome ficando: “Eli – as” ou no hebraico “Eli – yahu”. Observem até aqui, que em suas traduções literárias, o nome Elias permanece sendo Eli removendo as últimas letras.

Por várias vezes, o personagem Eli citou o termo “Aba” referindo-se a alguma divindade. Aba ou Abá; vem do Árabe "abaetê" que em sua tradução literária significa "homem verdadeiro" ou "abaré" que em sua tradução literária significa também "homem que salva" concluindo que provavelmente o personagem Eli se referia a Deus como a definição de seu nome se compararmos novamente com Elias citado acima; “Meu deus é Javé”, pois a origem do termo teológico Javé significa simplesmente Jeová, no caso “Deus”.


Dadas as exatas comparações entre o personagem Eli e o profeta Elias, eu conclui que assim como o profeta Elias, o personagem Eli também curou enfermos, fez milagres, ressuscitou os mortos e fez fogo descer dos céus concluindo então a precisão da minha teoria onde eu afirmo que a real definição do personagem Eli era na verdade o profeta Elias na série Xena Warrior Princess.







Artigo escrito por: Carlos Brito.





Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para evitar comentários com conteúdo chulo e ofensivo, todos serão moderados, certo?

Ѳ Comente pelo Facebook!

Ѳ Mais Vistos