Dos Pergaminhos Perdidos de Gabrielle: “A Morte Pelas Minhas Mãos”


“Quando senti o sangue quente saindo do abdômen de Meridian, encharcando minhas mãos, tudo mudou dentro de mim.
Eu não sabia o que pensar, o que sentir, ficou tudo vermelho na minha frente, na minha mente. Eu conseguia ver apenas aquele sangue... sangue de um outro ser humano, sangue de uma pessoa perturbada por uma crença absurda, mas ainda sim era uma pessoa.
Fui contra todos os meus princípios, contra tudo o que eu acreditava para salvar a vida de um homem que não era quem dizia ser.
Fui enganada e contribuí com a vinda de um mal maior para o mundo.
Matei aquela moça sem necessidade, matei para proteger alguém que não merecia, matei porque quis matar. E foi isso que me modificou, foi isso que me trouxe a culpa e o arrependimento. Foi isso que me martirizou por dias.
Eu sonhava todas as noites com Meridian e todas as vezes eu novamente a matava, pelo simples gosto de matar.
Deixei de ser eu, me tornei uma assassina. Passei a entender o que Xena quis me ensinar no lago.
Fui modificada para sempre.”

por Math Pitbull


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para evitar comentários com conteúdo chulo e ofensivo, todos serão moderados, certo?

Ѳ Comente pelo Facebook!

Ѳ Mais Vistos