Cartas do Tarot em The Bitter Suite

Assim como eu, que até há pouco tempo atrás ainda não sabia que no episódio The Bitter Suite (O Reencontro) há simbologias do Tarot, resolvi fazer esta matéria, de forma resumida, mas compreensível, apenas para clarear as idéias de quem assiste ao episódio e percebe que há algo ali mas não sabe bem o que é. 
Desde a primeira vez que assisti The Bitter Suite a única coisa que eu conhecia um pouco era a Roda da Fortuna, mas nunca me interessei em cartas do Tarot e por isso eu não identifiquei mais nada. 
Enfim, resolvi pesquisar a respeito e trazer para os leigos esse assunto. 
Devo ressaltar que The Bitter Suite foi uma tacada de mestre, onde cada carta representada tem um sentido especial e coerente para cada cena.
Quero ainda acrescentar que pesquisei vários sites que falam sobre este episódio e li coisas que na minha percepção são absurdas, por isso fiz do meu modo. 
O uso de cada carta foi tão perfeito que me limitei a apenas dizer o que cada uma representa, sem maiores explicações, pois ao ler o significado das cartas, conseguimos compreender exatamente as razões pelas quais elas foram escolhidas para cada situação.

Vamos lá!!


O que é o Tarot?

As cartas de tarô surgiram entre os séculos XV e XVI no norte da Itália, e foram criadas para um jogo de mesmo nome, que era jogado pelos nobres e pelos senhores das casas mais tradicionais da Europa continental. O tarô é caracteristicamente um conjunto de setenta e oito cartas composto por vinte e um trunfos, um Curinga e quatro conjuntos de naipes com quatorze cartas cada — dez cartas numeradas e quatro figuras.
As cartas de tarô são muito usadas na Europa em jogos de cartas. Nos países lusófonos, onde esse jogo é bastante desconhecido, as cartas de tarô são usadas principalmente para usos divinatórios, para o qual os trunfos e o curinga são conhecidos como arcanos maiores e as cinqüenta e seis cartas de naipe são arcanos menores. Os significados divinatórios são derivados principalmente da Cabala — vertente mística do judaísmo — e da alquimia medieval.

The Bitter Suite:


O Louco


A carta O Louco está normalmente associada a novos começos, imprudência e impulsos relacionados com a vida.
Normalmente representa o despertar de aventura do seu “eu” interior, a sua vontade de libertar-se e atirar-se para o incógnito sem temores.
Esta carta está sempre associada ao imprevisível, ao fato de que nem tudo na vida dever ser refletido e que também existe espaço para a irreflexão e inconsciência das suas ações.
Esta carta poderá significar uma fase da sua vida atual em que não irá ouvir os conselhos de ninguém, a não ser de si próprio, não significando necessariamente arrogância, mas sim a vontade de procurar respostas rápidas ou de passar por novas experiências sem olhar a conseqüências atuais ou futuras.
Esta carta sugere também a possibilidade de irresponsabilidade no âmbito profissional ou amoroso, podendo estar a correr a passos largos para um desgosto profissional ou amoroso.

Callisto, a Louca, é a guia de Xena, que está exatamente na situação descrita acima.
Xena está desorientada e impulsiva, totalmente fora de controle.



A Sacerdotisa

A carta é a representação simbólica do incógnito, que tudo é visível, mas que nada se descobre. É a barreira que interliga o mundo consciente e o inconsciente e que alberga os seus segredos.
Indica que a pessoa deverá usar a sua intuição para se guiar, e antes de mais, admitir os seus sentimentos perante si mesmo, pois só assim poderá alcançar a verdade e paz que deseja.

A Roda da Fortuna

A carta A Roda da Fortuna é uma das cartas mais expressivas da sorte, fortuna e oportunidade. Mas não é necessariamente uma carta positiva, pois pode-lhe indicar boa sorte ou má sorte. Tudo irá depender das suas decisões e atitudes, pois estas irão decidir para que lado penderá a balança, se para a boa sorte ou para a má sorte.
Indica que se deve ponderar bem as suas decisões e responsabilizar-se a si próprio das suas opções e não tudo aquilo que o rodeia. Ao nível de relacionamentos a Roda da Fortuna pode representar uma paixão passageira, ou uma fuga a um relacionamento como forma de evitar acatar as responsabilidades.
O lugar onde está Gabrielle pertence a Mateus, Anjo de luz.


O Dependurado
A carta O Dependurado ou também chamado de O Enforcado representa o mistério paradoxal, sacrifício, frustração e readaptação.
Esta carta é um forte sinal que você se encontra num dilema, numa situação enigmática e que precisa avaliar muito bem a situação presente e passada antes de dar o próximo passo.

Joxer era o guia de Gabrielle.

O Imperador
A carta O Imperador é representada por um simbolismo fortemente masculino e autoritário.
Emissário da autoridade e subjugação, tem uma tendência paternal com virtudes superiores de liderança e orientação.
A sua determinação e postura imperativa são fortes potências de uma situação de estabilidade invulgar, o que o faz ambicionar por “vôos mais altos” e resolver assuntos com maior eficácia.
Representa uma personagem de alto caráter dominante, leal, honesta e protetora. No seu lado negativo esta carta pode indicar ambição desmesurada, violência, insegurança e falta de paciência sem motivo aparente.

Esta carta descreve Ares com perfeição.

Rainha de Espadas
A carta Dama de Espadas mostra-nos uma imagem arquetípica de uma dama no trono, que chegou rapidamente à posição atual devido à sua forma perspicaz de pensar e agir. É uma pessoa franca e simples, com um raciocínio muito rápido e direto ao assunto, especialmente em relação ao que se pode atingir e ao que se deve evitar.
O verso da carta representa sedução e vingança.

As roupas de Xena são alteradas e Ares lhe dá um capacete, simbolicamente ajudando a torná-la a Rainha de Espadas. 

A Imperatriz
Esta carta emana força, riqueza e sabedoria.
A carta A Imperatriz é representada por um simbolismo fortemente feminino, ligado diretamente à maternidade com uma tendência para a opulência, criatividade e excentricidade.
Esta carta está também relacionada com uma grande capacidade de trabalho e sacrifício em prol de uma causa.
Pode representar o poder do seu instinto maternal e que existe uma oportunidade favorável para introduzir estabilidade nos seus relacionamentos.
Poderá também significar que deve usar toda a sua sabedoria para fazer uma introspecção às suas emoções e de reconhecer melhor as suas necessidades carnais.

O Carro
Representa o auto controle, a confiança e retidão nos nossos atos. Poderá ser você o verdadeiro impulsionador destas características, ou alguém que exerce essa influência em si de forma a ajudá-lo a cumprir os seus objetivos.

No carro, estão Xena e Ares, ele representando a tal influência.


O Eremita
Esta carta, de uma forma geral avisa-o que é tempo de parar e pensar.
Evite ações precipitadas que poderão levá-lo a becos sem saída ou levar outros a segui-lo erradamente.
No caso de relacionamentos, mais uma vez, esta carta adverte-o para parar e pensar antes de tomar as suas decisões, cuidado com os relacionamentos a longo prazo, talvez seja necessário encontrar-se a si próprio antes de encontrar o seu parceiro.

Xena mata Gabrielle impulsivamente e Joxer aparece representando o Eremita, constatando que Gabrielle está realmente morta e não há mais o que fazer.


A Morte

Esta carta é bastante positiva, pois embora agoure o fim de algo também prevê o início de um ciclo novo, uma nova mudança que trará energias positivas e benéficas.
Quando esta carta é lançada, seja qual for a posição, é sempre indicativa de mudança.

Xena mata Gabrielle e Ares a convida para segui-lo, dizendo que agora não há mais o que fazer e a mudança é inevitável.
Muitos acreditam (e eu também acreditei) que a carta da Morte surgia quando Gabrielle segura a foice, mas não. Percebi que não faz sentido e resolvi pesquisar novamente.
Ao matar Gabrielle, a roupa de Xena muda e em seu vestido tem ossos, então é Xena quem representa a Morte.
Esta carta tem diferentes representações, onde a mais conhecida é a de um esqueleto segurando uma foice vermelha. Por isso o vestido é vermelho.

A Justiça
Esta carta avisa que temos que ser justos e usar o nosso discernimento para avaliar as situações. Talvez esteja a ser demasiado emotivo nas suas decisões e que isto lhe esteja a prejudicar a sua visão real das situações.
De uma forma geral, esta carta avisa-o que deve concentrar-se na racionalidade e objetividade dos seus pensamentos de forma a não perder a consciência do que realmente deseja.
Devemos fazer uma introspecção e examinar o nosso “eu” interior para que consigamos realmente descortinar o que desejamos. Esta ação de análise interior irá permitir-lhe visualizar a verdade inquestionável, e não apenas uma verdade diminuta ofuscada pelos seus sentimentos. Esta descoberta da verdade poderá indicar-lhe que se encontra no rumo certo, ou que terá que admitir determinados erros e proceder à sua correção.

Callisto simplesmente deixa claro que Xena agiu de modo impensado. Repare a balança na roupa. 

A Temperança
A carta A Temperança significa que você consegue ajustar as suas capacidades corretamente e de forma equilibrada. Esta carta representa a harmonia e a estabilidade necessária que antecede a transformação.
Caso esteja a tentar decidir-se por um determinado rumo, encontrará a solução muito mais facilmente se empregar os seus dons naturais para lidar harmonicamente com o que o rodeia.
Como carta de Futuro, diz-lhe que irá conseguir ter o que deseja, mas apenas através da procura do equilíbrio e situação intermédia. Brevemente irá existir claridade, entendimento e reciprocidade através de uma solução intermédia.

Quando Xena se arrepende, Gabrielle aparece como Temperança. Ao acusar Xena de tê-la matado, esta se arrepende e ambas são levadas para outra sala, agora para colocar tudo em pratos limpos.

As mãos apoiadas representa os dois lado da temperança.

A Torre
A carta A Torre anuncia eventos inesperados, que algo irá mudar ou provocar uma transformação súbita. Esta é normalmente uma transformação externa, algo que vem de fora que nos influencia diretamente e que pode libertar a nossa visão sobre determinados assuntos.
A Torre representa as fundações que você construiu, a estrutura sobre a qual assenta a sua vida.
Como pode ver por esta carta, o seu simbolismo arquétipo representa uma torre cujos quartos se encontram em chamas, indicando-lhe que muitas das coisas que mantém guardadas nesses quartos devem ser deitadas fora o quanto antes, emoções antigas, sentimentos destroçados e preconceitos.
Esta carta diz-lhe que atualmente esses quartos são o seu pior inimigo para alcançar os seus objetivos. O relâmpago que atinge a alto da torre representa a sua necessidade de mudança, que algo deve ser mudado com urgência. Deve seguir em frente e deitar fora os seus sentimentos antigos que o estão a reter.

Durante esta seqüência, Xena e Gabrielle olham para cima e vêem a Torre. O desequilíbrio chega ao ponto em que explode a realidade, forçando Xena e Gabrielle a enfrentar a realidade de seu dilema.

A Lua
Esta carta está profundamente ligada à solidez e estabilidade da vida, a segurança que um ambiente familiar nos proporciona. Ao mesmo tempo que interpreta também o nosso lado negro, a nossa essência sombria e oculta que tenta emergir e sobrepor-se à nossa perspectiva do bem.
A Lua aconselha-o a fazer uma introspecção para que consiga descobrir quais os seus receios e assim conseguir eliminá-los, só assim poderá seguir em frente com sucesso por muito difícil que seja o seu caminho.

Xena e Gabrielle vão para uma sala escura, que representa a noite, com uma luz azulada, que representa a lua. Seus gritos representam os uivos dos lobos, o que indica que elas devem resolver os problemas. Ao não compreenderem isso, elas são levadas para a sala de julgamento

O Diabo

O nome Diabo tem como origem na palavra grega diablos que apenas significa adversário. Esta carta na verdade refere-se ao nosso adversário interior, os nossos medos e idéias preconcebidas que acabam por condicionar as nossas ações. Este nosso diabo interior provoca-nos a falta de visão, falta de perspicácia e fantasias que nos provocam grande parte dos nossos problemas.
Esta carta surge normalmente quando estamos completamente perdidos e desorientados em relação a algo.

Ou seja, Xena e Gabrielle são sugadas pra dentro da Roda da Fortuna por Dahak, aqui representando o Diabo. Quando isso acontece, elas estão ainda discutindo, culpando-se uma a outra e são levadas para outra sala.

O Julgamento
O Julgamento indica-lhe que deverá libertar-se das suas idéias ortodoxas e que deverá abraçar novas perspectivas de vida quer estejam relacionadas com laços amorosos ou relacionamentos profissionais.
Esta carta de uma forma geral passa-nos a ideia de conformação com o que existe e a aceitação de novos ideais numa segunda oportunidade de endireitar o seu rumo.
O início de um novo ciclo positivo aproxima-se, caso aceite esta oportunidade de admitir as suas atitudes, aprender com os erros e seguir em frente.

O som de trombeta ecoa e Xena e Gabrielle são surpreendidas por seus acusadores, sendo o maior deles Ming Tien. Porém, através da música, elas assumem seus erros e se livram da condenação.

A Estrela
A carta A Estrela é interpretada como sendo o grande embaixador do sentido de orientação no universo. Um verdadeiro guia que nos ajuda a desbravar caminho no desconhecido.
Esta carta atua como um autêntico farol, que no meio da escuridão ilumina o nosso ser interior e clareia o nosso rumo de forma a podermos navegar com segurança e firmeza por este mundo.
Esta carta indica-lhe que você se encontra no zénite máximo da sua consciência, em total sintonia com o que o rodeia e vivendo harmonicamente com o mundo espiritual e etéreo perspectivando-lhe assim um futuro extremamente sorridente.
A Estrela significa assim a esperança, o auxílio súbito, uma visão abrangente e clara, inspiração e orientação.
A Estrela no geral é uma carta benéfica e orientadora.

Aqui representada pelas águas, que tomam um aspecto dourado devido à luz que emana por trás de Solan. Gabrielle consegue atravessar sem problemas, mas Xena ainda precisa livrar-se da mentira sobre a morte de Ming Tien e pedir perdão a seu filho. Com isso, ela consegue atravessar e os três formam a carta dos Amantes.

Os Amantes
Esta carta não significa apenas paixão e desejo, é também a imagem indiscutível que somos todos distintos e únicos numa relação, e que para que exista uma sintonia entre parceiros, é necessário existir uma indulgência comum para aceitar os valores do próximo.

Observe que, embora ambos os amantes aparecem no cartão juntos, Xena e Gabrielle chegam em Illusia separadamente. Este é um sinal da extensão da sua alienação, tanto que elas não aparecem juntas.
Uma força subjacente é o sentido inverso dos amantes. O inverso representa a separação, a frustração no amor, a interferência dos outros e deslealdade. Como Xena e Gabrielle expressam sua raiva e dor em um clíma de acusações, a força da Roda da Fortuna puxa-as longe, de volta ao passado, no templo de Dahak, o lugar onde as sementes foram plantadas.

Finalmente, ao se reconciliarem, elas unem-se novamente. O anjo da carta é representado por Solan, responsável por todo o ocorrido. 

O Mundo
É uma carta positiva em qualquer lançamento, significa sempre o sucesso, vitória e perfeição na sua vida.
Os acontecimentos em causa terão sempre um desfecho benéfico caso esta carta seja lançada.
Esta carta é tão positiva porque finalmente você tem total consciência de quem você é, de quais os seus limites, potencialidades e fraquezas.

Xena e Gabrielle assumiram seus erros e se reconciliaram, voltando ao mundo real e reencontrando a felicidade.


O Sol
A carta O Sol interpreta a felicidade, integridade e auto-confiança. Esta carta quando lançada é considerada uma dádiva, que representa o sucesso nos seus projetos, crescimento profissional e júbilo nas suas relações íntimas.

Júbilo. É isso o que vemos na cena final. Xena e Gabrielle brincam na água como duas crianças despreocupadas, totalmente realizadas e felizes.



Fontes:
web-tarot.com
whoosh.org
wikipedia.com



por Math Pitbull

Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Fez bastante sentido parabèns ao responsável pelo artigo.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado!
    Fico feliz que tenha gostado!
    :)

    ResponderExcluir
  3. É tipo...
    Super a ver!!! Cheguei a me surpreender!!
    Na introdução vc dizia "pra quem sabe que tem alguma coisa, mas não sabe o que é"...
    Pra mim era tudo meio subliminar uheuheuehuehuh

    Parabéns Math, pela pesquisa e pela elaboração do texto... @.@'

    ResponderExcluir
  4. Valeu Amorim!!
    Pois é, eu também imaginava que haviam subliminares, agora vejo que de subliminar não tinha nada hehehehe
    :D

    ResponderExcluir
  5. Eu achei esse post genial, muito bom mesmo.
    Também sempre achei The Bitter Sweet meio subliminar mas também não sabia o que era.
    Depois vou rever o episódio e tentar identificar os significados rs

    ResponderExcluir
  6. Boa idéia, Monique!
    E muito obrigado pelo comentário!
    :)

    ResponderExcluir
  7. Nossa parabéns muito bem explicado e muito bem detalhado, agora minhas dúvidas e sentidos são compreendidos, mill parabéns para vc!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Angela. :) Grande abraço!
      ass: Math

      Excluir

Para evitar comentários com conteúdo chulo e ofensivo, todos serão moderados, certo?

Ѳ Comente pelo Facebook!

Ѳ Mais Vistos