Se Argo Falasse...


por Flavia Cristina



Certamente me contaria como foi a sensação de ter sido a parceira de viagens durante algum tempo de uma Guerreira que procurava dar um sentido em sua vida.

Certamente me contaria que um dia esta Guerreira desistiu de tantas batalhas, sangue e violência e tentou enterrar seu passado nos arredores de um pequeno Vilarejo.

Certamente me contaria que este Vilarejo estava sendo tomado por um Exército de bandidos atrás de pessoas para serem escravizadas.

Certamente me contaria que no meio destas pessoas se encontrava uma jovem destemida que ousou desafiar o chicote de um dos soldados e assim chamou a atenção da Guerreira.

Certamente me contaria que a atitude daquela jovem impulsionara a Guerreira a continuar lutando e assim dar algum sentido a sua vida.

Certamente me contaria que depois desta revelação a Guerreira resolvera recomeçar do zero partindo assim para sua Terra Natal.

Certamente me contaria que não é fácil fazer acreditar que se é uma pessoa diferente e assim ficou impossível lidar com tanta retaliação.

Certamente me contaria que quando as coisas estavam quase no fim para a Guerreira, eis que a jovem do Vilarejo aparece, lhe salva a vida e ajuda a conseguir o que tanto queria: perdão.

Certamente me contaria que esta mesma jovem se encontrara disposta a seguir com a Guerreira estrada afora a fim de viver com ela grandes aventuras.

Certamente me contaria que quando deu por conta esta jovem falante lhe havia substituído como a parceira da Guerreira nestas aventuras.

Certamente me contaria que houve um tempo em que talvez seu ciúme não tivesse deixado enxergar a verdadeira essência daquela jovem.

Certamente me contaria que quando conseguiu enxergar esta essência, viu o enorme coração e as grandes virtudes desta jovem.

Certamente me contaria que este coração e virtudes seriam os alicerces da Guerreira em cada jornada nos campos de batalha físico e pessoal.

Certamente me contaria que estas batalhas ajudariam a estreitar ainda mais os laços de uma amizade nascida no calor de uma batalha.

Certamente me contaria que estes laços cresceriam de uma forma tão exponencial que ambas não teriam controle sobre o discernimento de seus sentimentos.

Certamente me contaria que antes de tomar uma forma definitiva estes sentimentos passariam por dúvidas, perdas e arrependimentos.

Certamente me contaria que todos estes obstáculos seriam apenas uma forma de fortalecer o que ambas sempre carregaram no coração desde o primeiro olhar.

Certamente me contaria que agora a amizade teria um outro conceito, mais amplo, total, forte e incondicional ao ponto de ambas se tornarem uma só.

Certamente me contaria que a relação agora era sustentada por algo inominável.

Certamente me contaria que este algo inominável era tão forte que nem na morte uma poderia deixar a outra.

Certamente me contaria que tanto a Guerreira quanto a jovem seriam um modelo de amizade, amor e virtude para todo o mundo.

Certamente me contaria o quanto se sentiu honrada em ser testemunha visual desta incrível história.

Certamente me contaria que mesmo sem ter a oportunidade de se despedir morrera feliz, pois sabia que ambas estavam descansando uma ao lado da outra como deveria ser.

Ah, certamente não deixaria de me contar que o nome da Guerreira era Xena e da jovem era Gabrielle. 



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para evitar comentários com conteúdo chulo e ofensivo, todos serão moderados, certo?

Ѳ Comente pelo Facebook!

Ѳ Mais Vistos