MORAL DA HISTÓRIA - Here She Comes... Miss Amphipolis (S02E11)




     Como uma boa representante da força feminina, Xena se tornou um ícone nesta questão, tornando-se alvo de debates pertinentes em muitos fóruns pelo mundo. Mas afinal, onde reside o poder feminino retratado em XWP?

    Lá vem ela... Miss Amphipolis. Em outras palavras, deixe-a passar. Desfilando pelas areias de uma bela praia ao lado de Gabrielle, começa Here She Comes... Miss Amphipolis, da segunda temporada. Xena fora chamada por um amigo para uma missão. O episódio segue Salmoneus que aparece como organizador de um concurso de beleza, evento comemorativo do fato de grandes líderes terem selado a PAZ entre suas nações. Ele precisa da ajuda de Xena para manter a PAZ e descobrir o porquê de certos atentados estarem se fazendo presentes. Algo que definitivamente ameaçaria o objetivo do concurso. Manter a Ordem e a PAZ é a Filosofia atual de Xena, então se esperava que a Princesa Guerreira não fosse contestar. No entanto, quando fica sabendo do tal concurso, Xena segue a risca sua personalidade e deixa claro em suas próprias palavras "idiotas subnutridas" o desprezo pelas mulheres que se expõem de um modo que não agrada a guerreira, que vive uma vida tentando fazer apagar esta imagem que o mundo tem das mulheres. Gabrielle segue sua concepção quando conceitua o concurso como "uma desculpa pro homem explorar e depreciar a mulher." Depois de muita discussão, enfim, Xena e Gabrielle concordam em ajudar Salmoneus e assim surge a Miss Amphipolis.

     Tenho um lado feminista  muito forte e não faço mais questão de esconder. E se fosse na época de sua exibição, talvez compartilhasse com a mesma visão de nossas heroínas, no entanto, hoje tento fugir deste radicalismo, me casando com a mensagem moral passada por este episódio. De idiotas subnutridas, as candidatas ganharam o respeito de Xena à medida que a Miss Amphipólis foi descobrindo o que se escondia por detrás de uma carinha bonita. A busca pela firmação no mundo de homens, pelos sonhos, a fuga de uma realidade cruel, ou até mesmo a responsabilidade de prover a família foram bem mais eficazes como motivação do que a vontade de vencer o concurso. Daí a desistência de todas na cena final que, de quebra, elegeu um "homem" como "vencedora", afinal, beleza é beleza e PAZ é PAZ. E no mundo de Xena é onde reside o seu poder de mulher e guerreira.

   PS: embora tenha aprendido muito com suas colegas, Xena certamente não escapou de Gabrielle e do momento "em casa a gente conversa, tá?"


por Flavia Cristina

  
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para evitar comentários com conteúdo chulo e ofensivo, todos serão moderados, certo?

Ѳ Comente pelo Facebook!

Ѳ Mais Vistos